Uma época mágica

Nesta época todos aguardam ansiosamente a anual reunião familiar. A consoada, a alegria das crianças e a ternura que se sente no ar fazem desta uma quadra muito desejada.

Um pouco por todo o lado já se vislumbram os enfeites de Natal, muitas ruas já estão iluminadas, as casas já começam a ser enfeitadas com pais natais que escalam paredes a caminho das janelas nas varandas dos portugueses e um pouco por todo o lado as lojas já se começam a encher de pessoas em busca do presente perfeito. Mas sabe de onde vem a tradição que estamos a celebrar?

O Natal surge no calendário como comemoração do aniversário do nascimento de Jesus Cristo, uma das festas católicas mais importantes. No entanto, apenas a partir do século IV d.C.,por iniciativa do papa Júlio I, se fixou o dia 25 de dezembro como a data oficial do nascimento de Jesus e foi então que se começou a festejar anualmente o nascimento do Menino Jesus. A escolha do dia 25 foi feita por coincidir com solstício de Inverno, dia em que existiam já algumas celebrações pagãs.

Natal em Portugal

Atualmente o Natal português é já bastante influenciado por outras culturas. A prová-lo está a substituição do Menino Jesus pelo Pai Natal na entrega dos presentes e os tradicionais presépios coexistem com a famosa árvore de Natal.

No entanto, algumas das nossas tradições permanecem, como a Missa do Galo, no dia 24 de dezembro, à meia-noite e a ceia de Natal na noite de consoada, onde não pode faltar o bacalhau e os mais variados doces tradicionais.

Os presentes, esses, são oferecidos na noite da consoada que junta os familiares e amigos, numa manifesta forma de agradecimento ou demonstração de respeito e consideração.

 

COM O APOIO:

Name
Name
Name
Name
Name
logo_sodastream_footer
CR_Extra_Full_Colour_Marque_165px
WHIRPOOL3